HONDA LOPERA MÁLAGA

Concessionaria

Oficina Honda Lopera Málaga

Contato

C. Flores García, 5
29006 Málaga

1. A HONDA GARAGE DREAMS TRABALHA HÁ ANOS NA PERSONALIZAÇÃO DAS SUAS MOTOS PARA DEMONSTRAR AOS UTILIZADORES QUE É POSSÍVEL DISTINGUIR-SE COM UM MODELO ÚNICO E PESSOAL, BEM COMO PARA DAR MAIS VISIBILIDADE À SUA REDE DE CONCESSIONÁRIOS.

É sempre bom procurar dar mais publicidade aos concessionários para os tornar conhecidos como uma entidade dinâmica e não apenas como uma entidade de venda de veículos.

2. A NOVA HONDA CL500 É UMA PROPOSTA DO SEGMENTO ”STREET SCRAMBLER”, COM UM DESIGN RETRO, ACABAMENTOS DE ALTA QUALIDADE E, SOBRETUDO, ADAPTÁVEL À LICENÇA A2 PARA A TORNAR ACESSÍVEL A UM MAIOR NÚMERO DE UTILIZADORES.

Ainda não, talvez nos próximos anos possa entrar melhor neste segmento. É um segmento muito concorrido por outras marcas que já o fazem há anos e é difícil entrar neste segmento.

3. A FILOSOFIA DO CONCURSO HONDA GARAGE DREAMS RESUME-SE NO SLOGAN “SONHA O FUTURO ENQUANTO O CRIAS”. QUAIS SERIAM, NA SUA OPINIÃO, OS MAIORES CONTRIBUTOS DA HONDA PARA O MERCADO E PARA O MUNDO DO MOTOCICLISMO NOS ÚLTIMOS ANOS?

Pensamos que, mais do que um modelo específico, é a tecnologia que trouxe com o DCT ou, este ano, o e-Cluch. Optou por motores sustentáveis e uma mecânica muito avançada.

4. COMO É QUE ESTE NOVO MODELO ESTÁ A SER RECEBIDO PELO PÚBLICO NO CONCESSIONÁRIO? ESTÁ A DESPERTAR MUITA CURIOSIDADE OU INTERESSE?

A aceitação é muito lenta, mas estamos esperançados que a sua imagem seja canalizada entre os utilizadores como uma moto urbana com uma imagem bem cuidada, intemporal e dinâmica.

5. ESTA É JÁ A QUARTA EDIÇÃO DO CONCURSO HONDA GARAGE DREAMS… ESTA É A VOSSA PRIMEIRA PARTICIPAÇÃO?
O QUE ESPERAM DESTA QUARTA EDIÇÃO? ALGUM CONSELHO PARA OS NOVOS CONCESSIONÁRIOS?

Não, já participámos 3 vezes. Não perdemos o nosso entusiasmo nem a competitividade saudável, na qual a nossa equipa técnica coloca todo o seu engenho. Aconselharia os novos concorrentes a terem entusiasmo e a encararem-no como um desafio em que ninguém ganha nem perde, todos nós gostamos e é uma montra para a sua criatividade.

6. COMO É QUE A EQUIPA RECEBEU ESTE DESAFIO? JÁ TÊM MUITAS IDEIAS E INSPIRAÇÕES PARA PERSONALIZAR A MOTO DESTE ANO?

A equipa, apesar da pesada carga de trabalho diária, recebe-o sempre com entusiasmo e muita animação. Já existem muitas ideias que, tal como nas duas ocasiões anteriores, não vão deixar ninguém indiferente.

7. ACHA QUE A SUA EQUIPA PODE ESTAR A SOFRER UM BLOQUEIO CRIATIVO? EM CASO AFIRMATIVO, COMO TENTARIA ULTRAPASSAR ESSA SITUAÇÃO?

É algo que pode sempre acontecer, mas enfrentamo-lo com camaradagem e uma grande dose de motivação.

8. COMO PLANEIAM ORGANIZAR A VOSSA EQUIPA PARA REALIZAR A PERSONALIZAÇÃO? DIVIDIRAM AS TAREFAS ENTRE OS PONTOS FORTES DE CADA MEMBRO OU ESTÃO A FAZER TUDO EM CONJUNTO?

Temos uma pessoa na frente que não podia ser outra senão o nosso diretor de pós-venda, Victor González, que, como já disse, procura as lacunas impossíveis para realizar a tarefa. Ele distribui o trabalho a pedido, de acordo com a disponibilidade dos membros da equipa, e é responsável pelo fio condutor para que tudo seja concluído como planeado.

9. NA SUA PERSONALIZAÇÃO, QUAL É O CONCEITO A QUE VAI DAR MAIS PRIORIDADE? ELEGÂNCIA, HARMONIA, REBELDIA, ESPONTANEIDADE…?

A originalidade e a estética final estão sempre em primeiro lugar. Não temos um conceito pré-fixado para todos os modelos. Consoante as características de cada modelo, atribuímos-lhe um papel diferente. Há sempre referências a modelos históricos da HONDA, o que é comum a todos eles.

10. O QUE PENSA QUE ESTA COMPETIÇÃO TRARÁ À EQUIPA E TAMBÉM AO CONCESSIONÁRIO?

União e trabalho de equipa, o que é sempre importante. Passamos um bom bocado com os nossos colegas e fazemos um trabalho um pouco diferente da rotina.

 

ELSINORE 2.0

  1. Aproxima-se a fase final do Honda Garage Dreams Contest, em que vocês se inspiraram para fazer o projeto? O que você priorizou neste projeto?

Como sempre, procuramos uma moto mítica da Honda para desenvolver o projeto.

Neste caso, a mítica CR250 de 1973 denominada Elsinore, das primeiras motos de campo da marca nipona. A que lhe caracterizava seu depósito de alumínio.

2. Quem são os membros da sua equipe de personalização e a que se dedica cada um neste projeto?

Todos os membros do workshop participaram de uma forma ou de outra, dando ideias, desmontando, procurando material de marcas com as quais nunca trabalhamos, ou adaptando peças para buscar o melhor resultado.

3. Alguém na equipe já mudou alguma moto?

Todos os anos, desde há 3 anos, nós competimos no Honda Garage.

4. Como foi esse concurso desde então?

Pois como sempre, vivemos este concurso com um ponto de estresse de procurar o tempo de onde não há para poder não só nos inspirar se não, levar a cabo as idéias que às vezes são errôneas e às vezes acertadas mas que requerem esse tempo intercalado entre o trabalho de oficina diário e a personalização do concurso.

5.Quanto à personalização da moto, como foi batizada?

Pode ser chamado de Elsinore 2.0.

6. Quais opções e acessórios foram escolhidos para a moto e com que objetivo?

Procuramos algum tipo de scrambler, mas de circuito, como era a Elsinore. Uma moto de competição. Destacamos o seu depósito de alumínio envelhecido, as suas estrias adaptadas de XL750, o seu manillar de CRF1000, as torretas de CB300NA, maneta de freio regulável mas destacamos seu desenvolvimento de transmissão com um prato de 50 dentes projetado e fabricado especificamente para esta CL500, para procurar um plus em circuito.

7. Que mensagem eles esperam transmitir com o resultado final Por que essa é a moto ganhada?Agora?

Não só vale para a rua e atravessar estradas de montanha, a CL500 serve para entrar em trilhas que o penetram em paisagens naturais espetaculares, ou para o uso diário como meio de transporte em sua cidade favorita.

8. O que a equipe do projeto mais gosta?

Pensamos que dos projetos que fizemos, este pode ser o mais bonito de todos, embora os outros tenham tido talvez mais trabalho pensamos que esta pode ser a mais simples de modificar e com a qual melhor resultado conseguimos.

9. E ao contrário, o que mais lhe custa?

Procure acessórios que vão diretamente para a montagem da CL500 sem necessidade de adaptação.

10. Se a sua personalização se proclama vencedora, você está pensando em alguma celebração especial?

Não pensamos nada, mas para nós a vitória real é que depois do concurso, esta unidade de CL 500 tenha um comprador igual que tiveram os projetos anteriores e passem por oficina para realizar as revisões.

Que possamos ver o nosso projeto rodando pelas ruas da nossa cidade já é uma conquista que nos orgulha.