HONDA MOTO CENTER LEON

Concessionaria

Honda Moto Center León.

Contato

Avenida Príncipe de Asturias 12

24007 León.

1. HÁ ANOS QUE A HONDA GARAGE DREAMS APOSTA NA PERSONALIZAÇÃO DAS SUAS MOTOS PARA MOSTRAR AOS UTILIZADORES QUE É POSSÍVEL DISTINGUIR-SE COM UM MODELO ÚNICO E PESSOAL, PARA ALÉM DE QUERER DAR MAIS VISIBILIDADE À SUA REDE DE CONCESSIONÁRIOS. ACHA QUE A HONDA ESTÁ A ATINGIR ESSE OBJECTIVO?

Somos um concessionário jovem, por isso até agora não tínhamos participado no concurso e só tivemos conhecimento do mesmo devido às motas que nos foram emprestadas no ano passado para o evento “Motor e Montanha”, um evento na zona. Este ano, o nosso representante comercial sugeriu que os concessionários participassem, pelo que pusemos mãos à obra.

2. A nova Honda CL500 é uma proposta do segmento ”street scrambler”, com um design retro, acabamentos de alta qualidade e, sobretudo, adaptável à carta A2 para que seja acessível a um maior número de utilizadores. Acha que com estas características pode vir a ser um porta-estandarte da marca?

É possível, falar de um modelo que se torne um porta-estandarte de uma marca como a Honda abre um vasto leque de possibilidades. Por outro lado, o segmento das “street-scrambler” é muito competitivo, pelo que pensamos que a Honda terá de subir a parada e correr mais riscos.

3. A FILOSOFIA DO CONCURSO HONDA GARAGE DREAMS RESUME-SE NO SLOGAN “SONHA O FUTURO ENQUANTO O CRIAS”. QUAIS SERIAM, NA SUA OPINIÃO, OS MAIORES CONTRIBUTOS DA HONDA PARA O MERCADO E PARA O MUNDO DO MOTOCICLISMO NOS ÚLTIMOS ANOS?

É muito difícil para nós responder a esta pergunta, vimos modelos apresentados noutras edições, mas não saberíamos muito bem quais foram os contributos dados, uma vez que somos um concessionário relativamente novo. O mundo da personalização está a crescer muito nos últimos anos.

4. Como é que este novo modelo foi recebido pelo público no concessionário e está a suscitar muita curiosidade ou interesse?

A verdade é que a receção tem sido boa, esperemos que as vendas também o sejam.

5. Esta é já a 4ª edição do Concurso Honda Garage Dreams… é a vossa primeira participação?

Sim, será a nossa primeira participação.

6. O QUE ESPERAM DESTA QUARTA EDIÇÃO? ALGUM CONSELHO PARA OS NOVOS CONCESSIONÁRIOS?

Compreendemos que não podemos responder a esta pergunta, uma vez que se trata da nossa primeira edição.

7. Como é que a equipa aceitou este desafio e já têm muitas ideias e inspirações para personalizar a moto deste ano?

Com muito entusiasmo, mas com algumas reservas em relação ao desafio. O prazo é bastante limitado e implica uma grande atividade de oficina que tem de ser combinada com o trabalho diário. No entanto, vários membros da equipa colocaram rapidamente as suas propostas em cima da mesa.

8. Acha que a sua equipa pode sofrer de um bloqueio criativo? Em caso afirmativo, como tentaria ultrapassá-lo?

Temos a certeza de que não vamos ter nenhum bloqueio criativo. O verdadeiro desafio será cumprir o prazo, o orçamento, o fornecimento de materiais e ter uma bicicleta pronta no final do concurso. Temos várias linhas de trabalho que temos de escolher e será um projeto 100% saído do nosso concessionário.

Como pensam organizar a vossa equipa para realizar a personalização, dividiram as tarefas entre os pontos fortes de cada membro ou vão fazer tudo em conjunto?

Um dos nossos principais objectivos, não só neste projeto mas também no dia a dia da oficina, é que nenhum membro tenha pontos fortes, mas que toda a equipa seja forte. Avaliaremos em conjunto todas as propostas criativas e a forma de as levar para a mota e, a partir daí, os mecânicos trabalharão na mota ao mesmo tempo.

9. QUAL É O CONCEITO A QUE VÃO DAR MAIS PRIORIDADE NA VOSSA PERSONALIZAÇÃO? ELEGÂNCIA, HARMONIA, REBELDIA, ESPONTANEIDADE…?

Como já dissemos, tivemos pouco tempo para definir a linha a seguir; os próximos dias serão agitados. Não temos dúvidas de que o design irá evoluir. Temos a certeza de que queremos um modelo funcional porque queremos colocá-lo na rua e, a partir dessa premissa, vamos avaliá-lo. A Honda sempre esteve ligada à competição e à inovação, por isso gostaríamos de seguir essas linhas, mas sempre ligadas ao conceito retro do CL. Para além disso, também não queremos dar demasiadas pistas aos nossos rivais, hehehe.

10. O QUE PENSA QUE ESTE CONCURSO TRARÁ À EQUIPA E TAMBÉM AO CONCESSIONÁRIO?

Durante o projeto: dores de cabeça, stress, discussões porque não estamos de acordo, medo de que o chefe não goste de algo e nos obrigue a mudar, etc… Uma vez terminado e superado o desafio, terá dado força à equipa e será uma lufada de ar fresco para sair da rotina. Esperamos que traga algum prestígio e reconhecimento ao concessionário, embora saibamos que este tipo de projeto pode não agradar a todos, esperamos ficar satisfeitos com o resultado.